sexta-feira, 25 de junho de 2010

Ao Charlie

Quando dormes ao meu colo
tudo cala, tudo esquece...
e parece que o mundo adormece
aninhado entre as tuas patas...

Oh, Sua Alteza Felina,
Explicai-me essa sua magia
de apagar a melancolia,
de tornar esta alma pacata!


Mariana Reis

4 comentários:

  1. Quem já não pensou o mesmo em idênticas circunstâncias? Muito bem traduzido em poesia! :)

    ResponderEliminar
  2. adorei o jogo de palavras, seu felino pacato deve mesmo se calar eu teu colo!

    ResponderEliminar